Comunicação
Bacia de Santos

Projeto de Monitoramento de Praias atua no desencalhe de filhote de baleia-jubarte em Florianópolis


A operação para o desencalhe de uma baleia-jubarte na praia da Lagoinha do Norte, em Florianópolis, foi bem-sucedida. Por volta das 11h30 desta quarta-feira, dia 3, o animal voltou ao mar com o auxílio de uma embarcação. As equipes do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) atuaram desde o primeiro momento para salvar o animal.

Esse trabalho teve início logo cedo com os técnicos da R3 Animal (responsável pelo  Trecho 3) e Instituto Australis (responsável pelo Trecho 2), executoras do PMP-BS na região, e contou com o apoio da Marinha, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar Ambiental, Prefeitura de Florianópolis e da Escuna Pérola Negra, além da comunidade de pescadores da região.

A baleia encalhou a primeira vez na tarde de terça-feira, 2, no costão Sul da praia. Os pescadores conseguiram ajudar o animal a se libertar das pedras, mas ele acabou encalhando na praia minutos depois.

O animal é um indivíduo juvenil, com cerca de 9 metros de comprimento, que nessa época do ano migra da Antártida para o Nordeste, em especial para o Banco dos Abrolhos (sul da Bahia e Norte do Espírito Santo). Está bastante magro e com a presença de piolhos de baleia pelo corpo (espécie de crustáceo marinho), o que pode indicar uma condição de saúde ruim. As equipes permaneceram no local aguardando até que o animal se distancie da costa. A preocupação é que o animal encalhe novamente dada sua condição debilitada.

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos. O objetivo é avaliar possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos encontrados mortos.

O PMP-BS é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. Os trechos 1 a 6 (Área SC/PR) são coordenados pela UNIVALI, sendo que em Florianópolis, Trecho 3, o monitoramento é executado pela R3 Animal.

Assista ao vídeo com o depoimento da veterinária que acompanhou o trabalho.

Notícias relacionadas