Comunicação
Bacia de Santos

Desenvolvido para suprir a carência de informações de diversas regiões, o programa permite à Petrobras aprofundar a caracterização socioeconômica da atividade pesqueira (pesca artesanal e industrial costeira e oceânica) e aquícola (aquicultura e maricultura) para ter um efetivo acompanhamento das transformações que esta atividade pode vir a sofrer em decorrência da implantação dos empreendimentos de exploração e produção de petróleo e gás natural na Bacia de Santos.

Através da identificação, mapeamento e diagnóstico da organização, infraestrutura, logística, processos e funcionamento da atividade pesqueira entre os estados de Santa Catarina e Rio de Janeiro, a atividade foi descrita, entre outros indicadores, pelo número de pescadores, embarcações e empreendimentos aquícolas, bem como informações georreferenciadas das localidades pesqueiras, políticas públicas existentes sobre a atividade e instituições envolvidas.

Este projeto foi executado pelas seguintes instituições: Universidade do Vale do Itajaí (Univali), para a execução do projeto no estado de Santa Catarina e para o desenvolvimento do Sistema de Informações; Instituto de Pesca de São Paulo, para a execução no estado de São Paulo e Paraná; e Fundação Instituto de Pesca do Rio de Janeiro (FIPERJ), para a execução do projeto no estado do Rio de Janeiro. O período de execução foi de fevereiro de 2014 a junho de 2015, sendo os dados coletados entre março e outubro de 2014.

Para conhecer o Plano Executivo do projeto, clique aqui.

Para ler a parte introdutória (apresentação, histórico, escopo e metodologia) do projeto, clique aqui.

Para ler os resultados do Estado do Rio de Janeiro, clique aqui.

Para ler os resultados do Estado de São Paulo, clique aqui.

Para ler os resultados do Estado do Paraná, clique aqui.

Para ler os resultados do Estado de Santa Catarina, clique aqui.