Comunicação
Bacia de Santos

Empreendimentos


Na última década, a Petrobras ampliou significativamente seus investimentos na área de exploração e produção de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, desde a prospecção de novos reservatórios até a implantação de plataformas e gasodutos para viabilizar a extração desses recursos.

Chama-se de fase de exploração todas as atividades relacionadas à busca e identificação de novos reservatórios de petróleo e gás natural.

Uma das primeiras ações para viabilizar a descoberta de um novo reservatório de petróleo ou gás é a realização de pesquisa sísmica, que permite que sejam identificadas, por meio de equipamentos e análise de dados, áreas com potencial para geração desses recursos. A sísmica marinha funciona como uma espécie de ultrassonografia do subsolo marinho; as imagens geradas permitem que geólogos e geofísicos identifiquem os locais de maior potencial.

A etapa seguinte é a perfuração de poços, que permite a confirmação ou não da existência de uma reserva, além de verificar uma estimativa de seu tamanho e do seu potencial de produção. Caso a empresa opte por extrair o petróleo e gás encontrados, será necessária a perfuração de outros poços para garantir o início da fase de produção.

A extração de hidrocarbonetos no mar requer o uso de plataformas marítimas — unidades que podem ou não ser habitadas, utilizadas para as atividades de perfuração e produção de petróleo e gás natural.

Existem diversos tipos de plataformas marítimas. Conheça aqui os tipos de plataformas utilizadas pela Petrobras nos empreendimentos da Bacia de Santos.

Para garantir a segurança das pessoas e das atividades a bordo, a Marinha do Brasil restringe a pesca e a navegação num raio de 500 metros em torno das plataformas marítimas. Para os gasodutos já implantados, não existe restrição à navegação. Saiba mais sobre a área de exclusão.

Atualmente, a Petrobras possui diversos empreendimentos em operação na Bacia de Santos. Conheça mais sobre cada um deles a seguir.

Acompanhe nosso mapa interativo

Ver    agora